Saúde

O papel dos puzzles no desenvolvimento das crianças

Tradicionalmente, os puzzles são um conjunto de peças com um desenho, que têm de ser encaixadas umas nas outras. Mas, na realidade, os puzzles podem ser mais do que uma simples fonte de entretenimento.

Mais do que a diversão para os miúdos, o papel dos puzzles no desenvolvimento das crianças tem um grande destaque.

O Rodinhas destaca os diferentes tipos de puzzle, um pouco da sua história e as idades adequadas para cada um, bem como os seus benefícos!

Como surgiram os puzzles?

A invenção do puzzle é atribuída a um cartógrafo inglês, chamado John Spilsbury, e deveu-se muito ao seu espírito empreendedor.

Segundo a história, Spilsbury decidiu colar um mapa numa tábua de madeira e cortá-la em pequenas peças. Depois, vendeu as peças como um auxiliar para quem quisesse aprender mais sobre geografia. Já passaram três séculos desde então.

Em que consiste um puzzle?

Não temos que ir ao dicionário para conseguir explicar em que consiste um puzzle. Ainda assim, fomos espreitar a definição.

Um puzzle é um jogo de paciência, com peças de formatos desiguais, que têm que ser ajustadas umas às outras para, no final, formarem determinada imagem.

Para quem são?

Serão os puzzles apenas para crianças? Sejam miúdos ou graúdos, este quebra cabeças é para todos os que quiserem entretenimento aliado a um desafio.

Existem vários tipos de puzzles que variam conforme a idade. Com variações no tamanho das peças e quantidade de peças, é um passatempo adequado a qualquer pessoa.

Os diferentes tipos de puzzle

Ao longo dos anos, o tradicional puzzle de algumas peças evoluiu. Com o aumento da sua popularidade, as peças do puzzle passaram a ser de cartão, embora ainda seja possível encontrar muitos em madeira.

No entanto, foi o formato do puzzle que mais sofreu alterações. Para aumentar, ainda mais, a dificuldade deste quebra cabeças, já pode encontrar à venda puzzles em três dimensões. Dos cortes mais variados, aos puzzles de dupla face ou com ilusões de ótica, numa coisa estamos de acordo: quantas mais peças melhor.

Idades Recomendadas

Os puzzles para crianças podem ser encontrados divididos por diferentes faixas etárias:

  • Dos 18 meses aos 3 anos: peças mais largas, por norma com forma e de encaixe fácil num tabuleiro;
  • Dos 3 aos 6 anos: o puzzle ganha o formato tradicional, mas tem poucas peças e as peças são largas e de cartão grosso;
  • Dos 7 aos 12 anos: a dificuldade começa a aumentar. Os puzzles começam a atingir até 500 peças e os padrões das imagens tornam-se mais complicados;
  • Mais de 12 anos: o céu é o limite! Puzzles com mais de 2.000 peças, diferentes padrões, formato 3D, quanto mais complicado maior será o desafio.

Benefícios do puzzle nas crianças

Os puzzles são um dos brinquedos que mais contribuem para a aprendizagem das crianças, estimulando o raciocínio, perceção visual e espacial. No entanto, são muitos outros os benefícios que destacam o papel dos puzzles no desenvolvimento das crianças.

  • Aumentam a autoestima: com o evoluir da dificuldade dos puzzles, o orgulho dos mais pequenos aumenta e a sua autoestima também. São pequenas conquistas que definem muito a personalidade dos mais novos.
  • Desenvolvem competências motoras finas: ao manipular as pequenas peças de um puzzle, os miúdos estão a desenvolver a sua competência motora. O resultado mais visível deste treino é a aprendizagem e desenvolvimento da caligrafia.
  • Potenciam a coordenação entre a visão e a mão: visão para a atenção, mãos para a execução. A combinação entre estes dois é importante para a aprendizagem escolar das crianças. Sempre que tentam encaixar, ou virar uma peça, estão a desenvolver a coordenação mão-olho. No futuro, esta coordenação irá ajudá-los na prática de desporto ou na aprendizagem de um instrumento musical.
  • Melhoram a capacidade de resolução de problemas: os puzzles fazem com que as crianças pensem e criem as suas próprias estratégias. Falhar até conseguir atingir o sucesso é algo que podemos aprender para o futuro, não concorda?
  • Desenvolvem competências sociais: fazer um puzzle em conjunto faz com que as crianças tenham de planear juntas. Trabalho de equipa ou desenvolvimento intelectual das crianças são alguns dos benefícios que provêm de um puzzle.
  • Melhoram as competências cognitivas: raciocinar é a palavra do dia quando falamos de um puzzle para crianças. Ao desenvolverem esta capacidade, aprendem a olhar o espaço e a perceber as diferentes relações entre objetos.

Todos conhecemos ou já montámos diversos puzzles. A diversão e o orgulho de conseguirmos terminar um puzzle com sucesso é um sentimento que fica para sempre.  

Por isso, pense nos puzzles como uma forma de entreter as crianças, ao mesmo tempo que está a potenciar o desenvolvimento de inúmeras competências para o resto das suas vidas.

Queremos que tenha a melhor experiência no nosso site e para isso utilizamos cookies. Poderá sempre gerir quais os dados que quer partilhar connosco. Caso decida continuar sem personalização, iremos assumir que aceita a utilização de cookies recomendada.

Gerir cookies