Hospital das Bonecas: um museu de gerações

Há 188 anos, quando ainda não se ouviam os automóveis a passar, podíamos encontrar uma senhora que, à porta da sua pequena loja em Lisboa, fazia bonecas de trapo. De seu nome Carlota, fazia as delícias de miúdos e graúdos que por lá passavam, para espreitar as bonecas que iam sendo construídas ou reparadas por aquelas carinhosas mãos. Assim nascia o conhecido Hospital das Bonecas, o hospital de bonecas mais antigo do mundo.

A pequena loja, bem no coração de Lisboa, parece um espaço parado no tempo. São centenas as bonecas que vão preenchendo o espaço onde se fazem restauros, brinquedos e até peças de vestuário ou cabeleiras para estas bonecas, que poderá visitar com os seus filhos. A coleção de brinquedos, bem patente a quem entra na loja, convida-nos a recordar e a descobrir brincadeiras, que um dia foram de crianças que hoje são adultos.

A lista de espera para poder reparar a sua boneca pode chegar aos quatro meses. Mas os passos que envolvem dar vida, de novo, a um brinquedo que julgávamos perdido, vale cada mês passado sem ele. As histórias vão ficando com quem reconstrói estas bonecas. Muitas delas perderam-se com o tempo, mas outras, são memórias de uma infância feliz e, por vezes, algumas são a única recordação de casa, o que leva a que toda a equipa do Hospital das Bonecas as trate como se de verdadeiros tesouros se tratassem.

Mas a que se deve o nome ‘Hospital das Bonecas’? Quando uma boneca precisa de ajuda destes médicos cirurgiões, o processo é idêntico ao de um hospital: as bonecas são identificadas com uma ficha com a sua data de entrada e as ‘doenças’ que as afligem. Depois, é lhes atribuído uma “cama” onde ficam a aguardar tratamento.  A etapa seguinte, passa por uma sala com dezenas de armários de gavetas lotadas de braços, olhos, pernos e perucas que curam os males dos quais os seus doentes padecem. O passo final é o melhor: devolve-las aos seus donos.

As instalações deste peculiar hospital, contam também com um museu que se foi criando graças às peças doadas por quem visita o espaço. Aqui, é possível encontrarem bonecas de vários géneros e feitios, muito vestidos com trajes que representam as tradições portuguesas, dando-lhe assim uma experiência cultural mais rica.

Não perca a oportunidade de dar a conhecer aos seus filhos este espaço mágico e mostrar-lhes o outro lado dos seus próprios brinquedos.








< voltar



Testemunhos

Andreia Marques

Em jeito de despedida, quero aqui manifestar o meu mais sincero agradecimento ao Rodinhas e a toda a sua equipa. Foram extraordinários em toda a linha. Um agradecimento muito especial à Vânia (na fotografia com o Henrique), por toda a atenção, cuidado e carinho que sempre demonstrou para com o Henrique, foi simplesmente excecional.

Bem-hajam!!

Votos das maiores felicidades!!

Sara Gomes e a filha Madalena Hölzer

Sara: Os profissionais do Rodinhas saõ muito profissionais, mas acima de tudo excelentes pessoas.
Madalena:  Gosto muito da Vânia e da Cristina, levam-me sempre para casa depois da escola.

Eunice Mouta e a filha Margarida

Eunice: A minha filha adora o serviço, é prestado de forma responsável. A minha filha sente-se bem e vai de encontro às nossas necessidades.
Margarida: Os motoristas do Rodinhas são muito simpáticos, até perguntam como correu a escola.

Inês Mesquita

…Quero aliás deixar o meu profundo agradecimento ao Rodinhas por estes anos de acompanhamento das minhas filhas. São uma referência para mim e para as minhas filhas, pelo tratamento, cuidado, tendo sempre tudo corrido de forma exemplar. Não irei nunca esquecer e recomendar sempre!

Muito obrigada e até breve, Inês.

Contactos
Av. Severiano Falcão, 3
2685-379 Prior Velho

Av Vasco da Gama, 780
4430-247 Gaia

Horário de atendimento
2ª a 6ª, das 07h às 22h
info@rodinhas.pt
@ 2018 |
Desenvolvido por Creative Thinkers
Accionistas